Novas tecnologias surgem ao redor do mundo diariamente, e com os sistemas de pagamento não é diferente. A maior tendência do momento é o pagamento digital e ele veio para ficar.

O pagamento digital também é chamado no mercado de pagamento móvel, já que é majoritariamente realizado por esse tipo de dispositivo. 

Ao longo deste artigo você aprenderá:

  • o que é o pagamento digital;
  • qual a sua origem;
  • as vantagens;
  • como funciona na teoria e na prática;
  • se é seguro;
  • e mais!

Confira o que preparamos abaixo e conheça todos os temas!

Afinal, o que é o pagamento digital?

O pagamento digital é simplesmente a maior tendência mundial quando o assunto é fazer compras. Nós estamos vivendo um momento de verdadeira digitalização do nosso dinheiro, e essa forma de pagar explicita isso.

Basicamente, o pagamento móvel é um modelo versátil que pode ser realizado de qualquer lugar, desde que você conte com algum equipamento e/ou aplicativo necessário com acesso à internet.

O potencial desse tipo de tecnologia é imenso, principalmente porque exclui a necessidade de se contar com equipamentos grandes e caros, que são as máquinas de cartão de débito e crédito.

No Brasil, essa é uma realidade que está em crescimento e buscando expressividade no mercado, a fim de alcançar o mesmo patamar da China, onde o processo de mudança na forma como o comércio recebe pagamentos mudou drasticamente , cerca de 90% dos pagamentos são feitos por apps especializados.

Esse ponto acaba manifestando também uma reflexão sobre o meio ambiente, pois a utilização dos dispositivos móveis para pagamentos pode nos ajudar a extinguir os cartões, que nada mais são do que pedaços de plástico que continuam a poluir o planeta.

Em um momento onde a preocupação com a sustentabilidade está cada vez maior, esse ponto não pode ser deixado de lado.

A origem do pagamento digital

Durante toda a história da humanidade os pagamentos estiveram presentes. Nós começamos com o escambo, depois materiais de valor. Na era moderna, passamos ao papel moeda (nossas famosas cédulas de papel) e, por fim, chegamos nas icônicas indústrias de cartão. 

As primeiras carteiras digitais — precursoras de nosso sistema de pagamento móvel — foram criadas pelo PayPal em 1998. Tivemos, em 1999, pagamentos realizados via torpedo SMS. 

Porém, foi apenas com o advento da Internet das Coisas (também conhecida como IoT — Internet of Things, em inglês) que nós realmente encontramos a era contemporânea. Hoje, estamos conectados com tudo. Nossos relógios, pulseiras, óculos e muito mais, tudo isso conectado à web. 

Esses sistemas podem proporcionar experiências únicas aos seus usuários, inclusive quando o assunto são métodos de pagamento. Tivemos o Bitcoin e, em 2014, os pagamentos autenticados por biometria por meio do ApplePay.

O pagamento por QR Code começou a ser utilizado no mesmo ano e não parou mais de crescer! Apesar da tecnologia ser antiga — foi criada nos anos 1990 — era difícil utilizar por conta da necessidade de haver um dispositivo móvel (algo que não era difundido na época). Hoje, não há mais impeditivos para o desenvolvimento pleno dessa tecnologia.

Esse QR Code nada mais é do que um código bidimensional que, quando escaneado, se transforma em um texto. Ele pode, também, ser um link de pagamento.

A tendência, portanto, é que realmente o dinheiro físico deixe de existir. Afinal, nós desenvolvemos tantas coisas com o passar dos anos, que simplesmente não faz sentido nos apoiarmos em pedaços de papel para pagar por tudo aquilo que fazemos.

Você sabia que a Suécia tem o plano de acabar com toda a circulação de dinheiro físico até 2020? Isso é, em pouquíssimo tempo! Já faz alguns anos que o país tem trabalhado nesse objetivo. Em 2018, por exemplo, menos de 1% das transações foram realizadas com pagamentos em papel. Incrível, não é mesmo?

Quais são as vantagens do sistema?

O pagamento digital é uma tendência e, se você chegou até aqui, deve ter entendido muito bem esse ponto. Porém, será que tem claro em sua mente quais são as vantagens de quem opta por esse método? Confira o que preparamos abaixo:

  • sustentabilidade, porque diminui a utilização de plástico e papel e, consequentemente, seu descarte no mundo;
  • praticidade;
  • rapidez, pois basta ser escaneado e o pagamento foi validado;
  • segurança;
  • não é preciso contar com maquininha de cartão.

Funcionamento na prática

Você já entendeu o que é o pagamento digital, mas ainda não sabe como ele funciona na prática, não é mesmo? É muito simples! Para pagar, um aplicativo especializado gera um QR Code em sua conta — tudo de forma segura e garantida. 

A pessoa que está do outro lado escaneia esse código com um outro celular ou equipamento específico para este fim e, depois, pronto! O pagamento foi feito de maneira simples, fácil e rápida. Não se preocupe com o posicionamento da câmera, pois o app te ajuda a realizá-lo da maneira adequada. 

Quem ainda não está convencido de que o pagamento digital é uma boa ideia precisa ter em mente que nós estamos passando por um momento em que o papel moeda é cada vez menos utilizado, simplesmente porque não vale a pena. Há muita força na tendência de digitalização do nosso dinheiro.

A pergunta que não quer calar: é seguro?

Um dos maiores motivos pelos quais há relutância por parte dos usuários em utilizar esse tipo de pagamento é a segurança. Por conta da simplicidade tamanha que esse tipo de sistema oferece, há muita desconfiança.

Porém, engana-se quem pensa dessa maneira. O QR Code é uma tecnologia extremamente segura porque, normalmente, passa por várias verificações antes do pagamento ser realmente confirmado e debitado.

Imagine que, para ter acesso ao seu smartphone, é preciso ter uma senha ou ter o sistema de reconhecimento biométrico. Depois, para acessar o aplicativo de pagamento também é preciso inserir seu login e senha e, só a partir daí é possível solicitar um pagamento. 

Como QR Code é um código único, só é utilizado uma vez pelo sistema de pagamentos, o que evita fraude e duplicidade.

Não podemos esquecer que, de acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) no ano de 2018, o Brasil já conta com mais de um smartphone ativo por habitante. Sim, nós temos mais celulares do que pessoas em nosso país, o que também contribui para o imenso potencial desse método por aqui.

Por que apostar no pagamento digital?

Depois de ler esse conteúdo completo, com certeza você já entende bastante sobre pagamento digital, não é mesmo? Apostar nesse tipo de sistema é manter-se à frente quando o assunto são tendências de consumo e, se você quer estar um passo além, mal pode esperar por começar a utilizá-lo.

Além de fazer/receber pagamentos em qualquer local, o sistema de pagamento digital funciona 24 horas por dia em sete dias da semana, dispensa o uso de maquininhas de cartão, equipamentos pesados e ligações com linhas telefônicas.

A burocracia é mínima, não é preciso ter a internet mais rápida de todas e você não anda por aí com grandes quantias de dinheiro no bolso dando sopa. Isso sem contar a agilidade, rapidez e praticidade.

Resumindo

Neste artigo você aprendeu o que é o conceito de pagamento digital, como ele funciona, suas vantagens, origem e até mesmo se é seguro de ser utilizado pela população. 

Quem aposta no uso da ferramenta está ajudando o nosso país a modernizar-se tecnologicamente! Gostou desse assunto? Lembre-se de que aqui no blog da Alymente nós temos sempre conteúdos como esse para você se manter sempre por dentro!

Related Post

No Comments

Deixe uma resposta