Será o fim dos cartões? Hoje, o pagamento digital na China já é mais popular do que a própria transação utilizando dinheiro em espécie. Apesar de ter realmente deslanchado nos últimos anos, isso não é uma invenção recente.

Ao longo deste artigo você aprenderá sobre a história desse método de pagamento, suas vantagens, características e como o país está se benefício desse novo hábito de consumo. Confira abaixo o que preparamos e descubra tudo sobre o tema!

Como funciona o pagamento digital na China?

O pagamento digital na China é realizado por meio de aparelhos celular. Em apenas três anos praticamente todo o país passou do dinheiro de papel para os apps mobile, movimentando trilhões de dólares.

Mas não pense que isso vale apenas para grandes centros urbanos e lojas de departamento. Restaurantes, farmácias, pequenos comércios e até mesmo entre os artistas de rua, os pagamentos digitais dominam.

As empresas com maior market share são o WeChat e Alipay, representando 90% de todo o mercado. Ambas funcionam por meio do pagamento via QR Code, um código de barras bidimensional. Para realizar o pagamento, basta definir o valor junto ao estabelecimento ou vendedor e gerar o código no aplicativo.

Depois, o vendedor utiliza um leitor de códigos para que o valor seja cobrado e debitado da conta na mesma hora. É rápido, fácil e seguro. Até mesmo as pequenas vilas no interior do país já adotaram o método, e a China inteira já pode ser considerada conectada.

Por que o pagamento digital é um sucesso?

A crescente exponencial do pagamento digital na China se deve muito aos hábitos de consumo da população. Tradicionalmente, a população não costuma apostar no cartão de crédito, já que não gostam de dever dinheiro para nenhuma instituição.

Os modelos digitais trazem confiança e ainda há a questão da segurança. Não é mais preciso carregar dinheiro de papel e correr a chance de perdê-lo, além de não ser necessário ter a moeda local, auxiliando em viagens internacionais.

A China deve ser vista como um mercado-modelo, um espelho para como o restante do mundo pode trabalhar os pagamentos digitais de maneira positiva. Hoje, o desafio para o restante dos países se deve à parcela da população sem acesso a tecnologia necessária e aos empecilhos culturais de cada nacionalidade.

Porém, com os incentivos corretos e um plano de penetração local bem estudado, questões como essa podem ser contornadas e, em médio prazo, o pagamento digital pode se tornar uma realidade.

O pagamento digital no Brasil

O pagamento digital na China já substituiu os outros dois métodos de pagamento mais populares (cartões e dinheiro em espécie) em um aspecto amplo na vida das pessoas, mas como isso pode acontecer em nosso país?

As fintechs vão dominar o mercado, e isso é um fato. Hoje, as carteiras digitais já estão se difundindo no Brasil, assim como diversos outros serviços semelhantes e complementares.

A Alymente é um excelente exemplo de utilização dessa tecnologia para suprir uma necessidade do mercado. A plataforma de benefícios flex oferece às empresas a possibilidade de reunir em um só lugar todo o valor oferecido em matéria de benefícios para os seus colaboradores. Incrível, não é mesmo?

Isso significa que, ao invés de manejar diversos cartões de benefícios (refeição, alimentação, mobilidade, cultura, entre outros), o saldo total é inserido em um app que, por meio de sistemas de pagamento digital, permite que o colaborador escolha onde deseja utilizar aquele valor.

São soluções como essa que permitem que o sistemas como o pagamento por QR Code se torne parte da vida do brasileiro e ajudem a difundir o conceito. 
Quer conhecer mais sobre pagamentos digitais e sobre a Alymente? Aqui no blog nós temos artigos novos todas as semanas com informações sobre esses e outros temas! Confira as novidades e aprenda!

Related Post

No Comments

Deixe uma resposta